Jardins Internos: Você pode ter um

O jardim interno  é uma alternativa para pessoas que não possuem um quintal em casa, mas querem um contato com a natureza  e ele pode ser colocado no seu local da preferência: sala de estar, quarto, banheiro, embaixo da escada. Ele também pode e deve ser feito de acordo com o seu gosto pessoal, mas é preciso manter alguns fatores em mente.  Vamos lá:

Para que serve

O jardim de inverno caiu no gosto das pessoas, pois além de deixar o ambiente mais aconchegante e elegante, pode ser mais funcional do que você imagina!

Com jardins de inverno podemos dividir ambientes, possibilitar a entrada de luz natural ao ambiente, assim, como ventilação, deixando o ambiente mais fresco, arejado e úmido.

Podemos criar pequenos espaços de relaxamento e contemplação.

Muitos utilizam também um jardim de inverno para fins de paisagismo apenas, nesses casos as pessoas criam este ambiente para para ter sua decoração com plantas, flores, às vezes uma cascata de água, pedras e outros elementos paisagísticos visando proporcionar no ambiente mais agradável e integrado à casa.

Escolha o local ideal

Apesar da flexibilidade do jardim interno, é preciso escolher seu local com atenção. Dê preferência para locais com luz natural e que possuam destaque – afinal, não tem porque colocar seu jardim em um lugar no qual ele fique escondido, não é mesmo?

Escolha um design

Algo interessante para qualquer ambiente interno ou externo, é que pensemos no design dele de uma forma geral, como no caso do jardim de inverno: vai ter um caminho de pedras? Qual a cor? Existe espaço e vontade de se ter uma fonte? Qual estilo dela? Pode ser moderna, barroca, tradicional. A escolha do design faz toda a diferença durante a criação do paisagismo do jardim de inverno, pois ela pré-determina quais plantas e estilos você vai seguir.

Você pode optar por fazer mais de um jardim de inverno em sua casa também, mas escolha sempre um design central para o de maior destaque e o use como base para os outros jardins menores. Parece difícil, né? Tenha calma, para isso existem paisagistas que podem lhe ajudar nessa hora

Consulta Profissional

Um paisagista levará em consideração o seu espaço, preferência pessoal, orçamento e outras necessidades e padrões que são exatamente o que você está procurando. Se você está procurando por cores e estética, eles escolhem plantas que florescem e trazem vida para sua casa ou escritório. Independentemente das suas necessidades e desejos, os paisagistas trabalham para atender e exceder as suas expectativas.

Por isso convidamos Lilian Casagrande, arquiteta paisagista, para nos dar umas dicas e esclarecer algumas dúvidas:

E-Reformas – Oi Lilian, tudo bem? Nossa primeira dúvida é: Paisagista cuida somente das plantas em um projeto residencial?

Lilian Casagrande – Tudo ótimo. O paisagismo não se resume às plantas e vasos. Envolve também mobiliário, revestimentos, iluminação e itens de decoração, por exemplo.

E-Reformas – Existe algum ambiente mais adequado para ter um jardim interno?

Lilian Casagrande – Todos os ambientes podem ter um jardim, o segredo é saber escolher as plantas e flores. Os ambientes mais requisitados são os as áreas comuns, de grande convívio como varandas gourmet ou sala de estar.

E-Reformas – Existe algum ambiente não recomendado?

Lilian Casagrande – Evitamos ambientes muito úmidos, como banheiros ou sem qualquer ventilação ou luz natural, como hall de elevador.

E-Reformas – Tem algum tipo de planta queridinha no momento?

Lilian Casagrande – Sim. Há uma grande demanda para Ficus lyrata  – tem que tomar cuidado e planejar o replantio futuro em uma área que não vá atrapalhar ninguém, pois chegam a quebrar vasos quando estão grandes demais e o plantio em térreos de condomínio e calçadas geram problemas no futuro para o próprio morador e para os vizinhos, já que as raízes dela são fortes, arrebentando estruturas de concreto e entupindo encanamentos. Samambaias e jibóias também voltaram à moda e as suculentas continuam sendo as queridinhas do momento, mas geralmente precisam de sol por pelo menos meio período, senão sofrem estiolamento (um tipo de crescimento espichado que significa uma busca desesperada pelo sol).

Categorias: Reforma



SAIBA COMO FUNCIONA
E AGENDE UMA VISITA